Capitólio e paramotor combinação perfeita. | Escola Rio Paramotor

Capitólio e paramotor combinação perfeita.

Blog | 5 | 29/04/2021

A segunda metade da Trip Canastra Capitólio começou eletrizante decolando em frente ao rancho do nosso amigo do peito Seu Roberto. Isso fica do outro lado da represa, passando pela mesma, no município de São José da Barra. Seu Roberto,  proprietário do rancho que alugamos a beira da represa, nos recebeu nos seus chalés para esses dias de voo. Seu Roberto já recebe voadores há algum tempo e já até arranha um pouco de meteorologia e aerologia, nos deu dicas, nos falou de rotor, horários de voo, seu Roberto foi a nossa biruta nesse paraíso.

Os pilotos já estavam encantados com a Canastra, mas a beleza aqui é outra! Cores, um céu vibrante, um mar represado de Furnas, cânions, plantações extensas a beira da represa, muitas embarcações e muitos sorrisos, fomos muito bem recebidos nesse lugar.

As condições eram um pouco mais duras para decolar, um chão de pedrinhas ladeira a baixo, vento zero ou até uma brisinha de cauda, mas nada que nos impedisse de subir e brincar muito naquele lugar. Eu já conhecia algumas das atrações de Capitólio espalhadas pela MG 050 então retornar por exemplo a "Pedreira da Lagoa Azul" um local parecido com um cenário de filme MAD MAX, com montanhas de pedras quebradas e lagoas de águas transparentes foi incrível demais, não resisti e dei uma esquiada meio desengonçada por lá.

Voamos até os condomínios dos milionários nas Escarpas do Lago, nunca tinha visto tantas residências com heliporto. Uma dica, voe até lá cedo, o vale a tarde recebe um vento que cria um forte venturi e isso nos fez pousar quase a noite!

O voo sensacional de Capitólio e provavelmente da trip inteira foi sobrevoar o lago de Furnas seguindo a lancha de apoio, que voo!! Conseguimos  decolar em 7 paramotores e a brincadeira foi muito intensa com os pilotos realizando rasantes no barco, altas formações e aquela sensação de ter feito um daqueles voos inesquecíveis.

Em Capitólio dá voo o dia inteiro, pelo menos nessa época do ano. As térmicas ficam mais brandas sobre a lagoa permitindo voar como se estivesse na praia. E assim fez o Itiel, o mais secura do grupo, voava e pousava o dia inteiro, ora para seguir um jet ou uma lancha, ora para seguir o Leo em sua prancha de surfe motorizada pelos cânions daquele lugar abençoado. Até breve Capitólio, voltaremos em breve para visitar o Sr. Roberto e voar tudo por ai!

Comentários

Escreva um comentário antes de enviar

Houve um erro ao enviar comentário, tente novamente

Por favor, digite seu nome
Por favor, digite seu e-mail
Chama no whats!
Chama no whats!

Escola Rio Paramotor

online

Olá! Como posso ajudá-lo?

envia ao whatsapp